Banco da Província

Por: gasometro

out 10 2010

Categoria: Centro

Interior do Santander Cultural, antigo Banco da Província - Foto: Cesar Cardia

O Banco da Província foi o primeiro banco comercial do Rio Grande do Sul fundado em 1° de julho de 1858 por Lopo Gonçalves Bastos, João Batista Ferreira de Azevedo, José Antônio Coelho Júnior, entre outros comerciantes, com a finalidade de facilitar suas transações comerciais.

As tentativas de fundar o banco iniciaram em 1854, mas foram retardados pelos entraves burocráticos. Começou suas atividades com 5 funcionários, em um prédio alugado na Rua dos Andradas.

O decreto imperial que autorizou seu funcionamento, também autorizou a emissão de papel-moeda, licença usada por pouco tempo, a partir de 1860, por causa das dificuldades como: as notas serem impressas em Londres, o pesado imposto sobre o valor da emissão e os custos com o fiscal nomeado pelo poder público para atuar junto ao banco; esta experiência foi encerrada no ano seguinte.

Em 1895, o compra o acervo das filiais do Banco da República do Brasil no Rio Grande do Sul, cuja liquidação seria decretada em 1900.

Em 1909 foi autorizado a implantar a Caixa de Depósitos, com a qual pode receber depósitos e conceder empréstimos populares e descontar letras comerciais, bem como estender seus serviços também ao interior do Estado.

No ano seguinte inicia a concessão de empréstimos hipotecários e de prazos longos ao setor rural, cobrindo uma lacuna histórica. Em 1910 também inicia o financiamento de obras públicas, como a ferrovia São Pedro do Sul – São Borja, com um ramal ligando Santiago do Boqueirão a São Luiz Gonzaga. No mesmo ano, também forma um consórcio com o Dresdner Bank, Bank für Handel und Industrie de Berlim e pela construtora Bau und Betribskonsortium Backstein-Koppel para a construção da ferrovia Taquari-Passo Fundo.

Foi o primeiro banco a instalar uma agência em Cachoeira do Sul, em 18 de maio de 1911, sua sede na cidade, inaugurada em 8 de setembro de 1927, tem o risco do engenheiro e arquiteto italiano Domingos Rocco, foi tombado pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico-Cultural, em 1985.

Em Passo Fundo o banco foi inaugurado em 1922, sua antiga agência permanece enriquecendo com sua presença e história o espaço urbano de Passo Fundo, localizado na Rua Bento Gonçalves, esquina com a Rua Moron, junto a praça Marechal Floriano no centro da cidade.

Também financiou outros empreendimentos estatais como iluminação pública e os primeiros projetos da Companhia Carris Porto-Alegrense.

Sua antiga sede na Praça da Alfândega em Porto Alegre foi construída pelo arquiteto alemão Theodor Wiederspahn, hoje é sede do Santander Cultural.

Em 1972 funde-se com o Banco Nacional do Comércio (Banmércio) e o Banco Industrial e Comercial do Sul (Sulbanco), dando origem ao Banco Sul Brasileiro.

Fonte: Wikipédia

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: